quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Homenagem aos idosos


Homenagem aos idosos

A DEUS peço com grandeza
Pra falar com atenção
Eu sinto muita alegria
No peito sinto emoção
Para homenagear
Gente de bom coração.

Eu sou um simples poeta
Com vinte e um de idade
Desse meu pequeno tempo
Digo a você com verdade
O idoso me ensinou
A viver com humildade.

O idoso tem grandeza
No peito tem alegria
Na mente guarda lembrança
Do seu lindo dia-a-dia
Tem na vida experiência
E nal’ma tem poesia.

Quando vejo um agricultor
Carregando uma inchada
Eu vejo a vida dele
Linda e bem relembrada
A sua historia suave
Mas a mão bem calejada.

Meu avô me ensinou tudo
Como é bom se respeitar
Como se faz um amigo
E amizade cultivar
Como é bom amar ao próximo
E como é bom se amar.

A velhice é uma escola
Quero nela aprender
Todo dia eu peço a DEUS
Pra velhice eu conhecer
Quero a velhice chegar
Novo não quero morrer.

Minha idade ta crescendo
Vejo que tem mas beleza
O idoso é fonte rica
Pérola de grande fineza
A sua alma é pura
Como o ar da natureza.

Eu converso com os idosos
E abro bem minha mente
Histórias medievais
Eles me dão de presente
As histórias do passado
Me contam atentamente.

O idoso é arte viva
Enciclopédia ambulante
Às vezes é esquecido
Por muitos ignorantes
O idoso é o viver
Com uma mente gigante.

E trabalharam na roça
Pra poder da o sustento
Puxando numa inchada
Ou montado num jumento
Plantando milho e feijão
Pra nos da o alimento.

Minha avó grande mulher
Uma pessoa guerreira
No ramo da culinária
É a maior cozinheira
Com suas comidas típicas
Reúne a família inteira.

O idoso é emoção
Ele é o puro amor
Ele é sinceridade
É da vida o sabor
É a fé correspondente
De DEUS o nosso senhor.

E cada dia que passa
O idoso aprende mais
Não é por que é antigo
Que sua mente se faz
Enquanto DEUS não os chama
Sempre aprende muito mais.

O idoso é o saber
Nem médico e advogado
Nem o juiz de direito
Por muito tempo estudado
Sabe o que a velhice diz
Por Jesus abençoado.

E quem chegar à velhice
Vai aprender a viver
Os jovens de hoje em dia
Só querem aparecer
Desprezando os idosos
Nem sabe o que vão perder.

Agradeço ao meu bom DEUS
Com toda minha atenção
E um abraço apertado
Coração com coração
Aos idosos desse mundo
Com um prazer bem profundo
Com bastante emoção.

Jadson Lima

3 comentários:

  1. amigo to propondo uma parceria.

    postar sus poesias tbm no meu blog http://cordelizandonanet.blogspot.com.br/

    pretendo fazer parceiros pra divulgar nossa cultura.

    e-mail pra mandar os versos: rosenooliveira@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  2. José Alberto Ribeiro Lopes1 de outubro de 2013 06:55

    Parabéns Jadson pela singela homenagem aos idosos através do cordel grande foram de expressar os sentimento desta vida.

    ResponderExcluir
  3. Setenta

    Ivone Boechat


    Quando se pega
    o caminho reto
    dos setenta,
    ileso, sobrevivente,
    salvo dos vendavais,
    cada vez mais discreto,
    o ser humano reduz a pressa,
    sentindo, pressentindo
    o tempo por um fio
    das primaveras finais...
    Setenta ?
    o rumo fica
    mais correto,
    a esperança segue
    na frente
    da caminhada regressa
    da vida;
    então, fuja do dissabor,
    não se detenha na curva
    do desânimo na lida,
    se agaselhe do abandono
    e do frio
    da reclamação,
    abrigue-se no abraço
    de quem pode acompanhar
    seu passo...
    ah! vai ter que marchar
    no compasso do amor.

    Registro de direito autoral

    ResponderExcluir